Imagen de la portada

Truste, músicos e vitrolas: A tentativa de monopólio da Western Electric na chegada do cinema sonoro ao Brasil e seus desdobramentos

Rafael de Luna Freire

Resumen


Resumo: A estreia do cinema sonoro na América Latina ocorreu com as primeiras adaptações tecnológicas de salas de cinema no Brasil em São Paulo (abril de 1929) e, pouco depois, no Rio de Janeiro (junho de 1929). Uma das características desta conversão inicial foi a tentativa de estabelecimento pela empresa norte-americana Western Electric de um monopólio na venda dos equipamentos sonoros para os exibidores brasileiros. Este artigo analisa essa questão, destacando a concorrência que se seguiu com a importação de equipamentos de outros fabricantes (RCA e Pacent) e com o surgimento das primeiras contrafações nacionais do sistema de som em disco como forma dos pequenos exibidores brasileiros atenderem à febre do filme sincronizado.

Palavras-chave: cinema sonoro, exibição, projeção, tecnologia, trilha musical.

Abstract: The technological adaptation of movie theaters in São Paulo (April 1929) and shortly after in Rio de Janeiro (June 1929) allowed for first sound film screenings in Latin America. However, the technological advance resulted from the attempt of Western Electric, an American company, to establish a monopoly of sound equipment for movie exhibitors in the Brazilian market. This article analyzes the issue focusing on the ensuing competition when rival companies (RCA and Pacent) arrived at the Brazilian market, and the first domestic equipment based on the sound-on-disc system became available so that smaller exhibitors could join in the synchronized film fever.

Key words: Sound Cinema, Film Exhibition, Film Projection, Technology, Soundtrack.

 


Texto completo:

PDF
Resumen - 183 PDF - 152

Enlaces de Referencia

  • Por el momento, no existen enlaces de referencia