Filosofake: a filosofia, o cinema e a potência do falso

Autores/as

  • Marcela Botelho Tavares

Resumen

Resumen: Um mago é um mestre da ilusão, um falsário, um ator que interpreta o papel de ilusionista. O mago Orson Welles, em seu filme F for Fake, cria a partir de imagens um discurso que versa sobre a magia, sobre truques, fraudes e sobre mentiras. O impulso que nos leva a escrever sobre esse filme, e não sobre outro qualquer, parte da complexidade das imagens e dos sentidos por elas expressados que se relacionam com a questão da verdade, tão cara a filosofia. Nosso problema é pensar de que modo a experiência imagética desse filme é inseparável de uma experiência do próprio pensamento, que não pode deixar de se colocar num espaço que prescinde da verdade, ou melhor, nos faz pensá-la de outro modo que não o que ela foi/tem sido na filosofia. Um modo que suspende a eficácia de um pensamento voltado naturalmente para o verdadeiro e se faz segundo uma necessidade que deve forçar o pensamento a pensar algo que não se volte para a verdade.

Palabras clave: cinema, potência do falso, Orson Welles, Nietzsche, Deleuze.

Abstract: A wizard is a master of illusion, a forger, and an actor playing the role of a magician. As a director, Orson Welles is a wizard, since the images of his film F for Fake create discourses about magic, tricks, fraud, and lies. We are seduced by the complexity of his images, their meaning, and their paradoxical relation to the issue of truth, which is central to philosophy. Our goal is to think about the relationship between the experience of the film’s images and the experience of thought in and of itself, dispensing with the notion of truth. Thus, breaking away from the philosophical tradition, the film forces us to think otherwise, both offering a way to suspend the effectiveness of thought hinging on the notion of truth and forcing us to consider alternatives that do not necessarily revolve around the notion of truth.

Keywords: cinema, the power of deceitOrson Welles, Nietzsche, Deleuze.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Marcela Botelho Tavares

Marcela Botelho Tavarespossui Graduação em Filosofia (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), sob a orientação do Prof. Dr. Roberto Machado; cursa, desde março de 2010, o Mestrado em Estética e Filosofia da Arte pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) sob a orientação da Profa. Dra. Cíntia Vieira. Tem experiência na área de Estética e Filosofia da Arte com enfâse no pensamento de filosofos franceses contemporâneos, como por exemplo, Foucault, Deleuze e mais recentemente sobre Georges Didi-Huberman, estudando o pensamento destes dentro do âmbito das artes plásticas e do cinema.  

Descargas

Publicado

12-12-2021

Cómo citar

Botelho Tavares, M. (2021). Filosofake: a filosofia, o cinema e a potência do falso. Imagofagia, (03). Recuperado a partir de http://asaeca.org/imagofagia/index.php/imagofagia/article/view/750

Número

Sección

Teorías